Mudar de Windows para Linux em 3 passos

Set 11, 2008 por Nuno Figueiredo    Sem Comentários    Categoria: Sistema Operativo, Tutoriais, open source




Apesar de uma grande vontade de fazer com que o Mundo inteiro mude de Windows para Linux gravar um cd e entregar em mão uma boa distribuição do mesmo não é o suficiente, demora algum tempo até que a pessoa perceba as mais valias de um sistema operativo open source.

Neste artigo vou mostrar em como em 3 passos simples a pessoa se fideliza a um sistema operativo open source.

Passo 1: Identificar aplicações Open Source.

As aplicações open source geralmente tendem para funcionar “estupidamente” bem, ou seja elas vendem-se e convencem qualquer um! Sendo assim deixo uma lista das mais utilizadas e conhecidas que são uma mais valia para quem está no processo de se tornar uma pessoa melhor no mundo das tecnologias da informação.

Firefox - Se não conhece, regue o seu computador com gasolina porque não o merece!!! Não é simplesmente um browser, é o browser de eleição.

OpenOffice - Se ainda não testou a última versão do OpenOffice sugiro que o faça, para um utilizador comum de word e excel esta ferramenta realmente não é boa, é optima!

VLC - Muito semelhante com o Media Player, a grande diferença é que este é eficaz no que faz, por exemplo para ver vídeos e ouvir música.

Pidgin - O all in one dos instant messagings.

Songbird - Se não vive sem o iTunes, também temos solução para isso.

Passo 2: Dual Boot

Grande parte das distribuições tais como o Ubuntu permitem ao utilizador arrancar com o CD e navegar por entre as aplicações disponíveis de forma a perceber o que é que o sistema operativo em si representa. Uma forma simpática de mostrar o quanto um sistema operativo pode ser eficaz sem ter que ser estupidamente pesado graficamente. O utilizador poderá tambem instalar uma distribuição Linux no disco sem ter que formatar a máquina mantendo o seu sistema anterior utilizando a opção de Dual Boot.

Vamos então olhar para algumas ferramentas um pouco mais sérias disponíveis para distribuições Linux.

Gimp - Confesso, é assustador, mas, se domina esta ferramenta envergonha qualquer utilizador de photoshop.

Frozen Bubble – Sim, também existe para windows mas, em linux tem muito mais estilo.

Compiz - Se não dispensa um ambiente de trabalho gráfico cheio de animação então a solução passa pelo Compiz, parecido com alguns sistemas operativos conhecidos, mas com estilo.
Passo 3: Fora do Windows com o Windows

A abordagem mais correcta será o utilizador manter o Windows com Dual Boot para não se sentir windowless. Sendo assim o utilizador terá muito mais vontade de experimentar e de se adaptar a um novo sistema visto que terá sempre a segurança de saber que caso necessite de algo (duvido) poderá fazer um reboot e aceder ao seu Windows.

Experimente, não se irá arrepender.

Partilhe com a Comunidade:
  • del.icio.us
  • Digg
  • PDF
  • Rec6
  • StumbleUpon
  • Twitter


Outros artigos de interesse:

Deixe-nos o seu comentário!

XHTML: Pode usar as seguintes tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>